Princípios Básicos

  • Takiwasi é uma Comunidade Terapêutica aberta, isto significa que as portas do Centro estão sempre abertas, física e simbolicamente. Nenhum paciente é internado nem retido contra a sua vontade. Os que decidem entrar e permanecer devem respeitar as normas básicas de funcionamento indicadas no Compromisso de Internamento, o qual tem de ser assinado.
  • A utilização de medicamentos alopáticos está restringida apenas a casos de urgência. Não se utilizam psicofármacos em nenhuma etapa do tratamento.
  • Nos três primeiros meses, não haverá nenhum contacto com os familiares. O paciente necessita de um tempo de isolamento de todo o contacto exterior para a reflexão e tomada de consciência dos seus atos passados. Corresponde a uma etapa de "desmame" tanto do núcleo familiar como da droga. Contudo, os familiares poderão entrar em contacto com o psicólogo atribuído de acordo com o cronograma.
  • Durante o tratamento em Takiwasi não se recorre a medidas de pressão, manipulação, coação nem de violência, nem física nem psicológica. Reciprocamente, um residente que use estes métodos em relação aos seus companheiros ou ao pessoal do Centro sujeita-se à expulsão imediata. O paciente que entra no nosso Centro deve estar realmente motivado para curar-se e o critério fundamental para a sua admissão será o seu próprio grau de motivação.
  • São respeitados os direitos humanos e o código de deontologia médica, assim como a liberdade de culto religioso.
  • A equipa terapêutica é composta por médicos, psicólogos, curandeiros, educadores, assim como etnobotânicos empíricos. É tradição no Centro que todos os terapeutas passem por um processo de iniciação e auto-experimentação com medicina tradicional amazónica. Deste modo, assegura-se uma boa relação empática e de acompanhamento no processo do residente.
  • A alimentação forma parte do tratamento. O uso tradicional das plantas requer sempre uma dieta alimentar, ou seja, uma abstinência de certos alimentos e substâncias, assim como também de contacto sexual e/ou masturbação. A dieta alimentar é controlada, evitando fritos, condimentos, café, açúcar, produtos lácteos em excesso, etc. Para além disso, durante o tratamento não é permitido fumar.

Formulário de contato

×